quarta-feira, 19 de março de 2008

Um dia de cão


Não entendeu? Leia a versão oficial. Ou melhor, o ótimo comentário de Lagartixa no mesmo lugar:

Falta um pouco de contexto nessa história. Vamos lá... Caio Tulio Costa é diretor do IG. Caio Tulio Costa é tucano. Caio Tulio Costa é amigo do Serra e não perdoa PH Amorim por bater no Serra todo dia, usando o Portal que ele, Caio Tulio, dirige. Mas, Caio Túlio não é o dono da grana. E, aí, chegamos ao ponto principal: o IG pertence à Brasil Telecom. A Brasil Telecom deve ser vendida à OI - operação incentivada, dizem, pelo Governo Federal. Da União da OI com Brasil Telecom surgiria uma grande companhiabrasileira. Mas, detalhe: quem é um dos donos da OI? Jereissati (irmao do Tasso). Ou seja: os tucanos passariam a ser donos da Brasil Telecom e, por extensao, do proprio IG. Claro que, na negociação, devem ter colocado na mesa: antes de fechar negocio, tirem o PH Amorim de lá!! O PH entrou como troco na negociação. Brasil Telecom tira o cara, e assim pode pedir umas dez milhas a mais! Sao negocios. É didatico: nao existe jornalismo independente. Manda o dono do negocio! Sempre. O que há sao algumas frestas, por onde os jornalistas que pensam tentam mabdar seu recao. Mas a fresta está sempre prestes a ser fechada pelo patrao! PH sai dessa muito maior E o Caio Tulio se iguala a Ali Kamel. Caio Tulio agora faz jus ao apelido que o Paulo Francis uma vez lhe sapecou - "cara de lagartixa". Eles que se danem. PH Amorim estará mais livre agora, pra cumprir um papel importante de critica e vigilancia.

Pois é, se tem tucano na treta, por que não podemos ter lagartixa...?

E foi um dia de cão. Com notícias desencontradas, o dia todo com o blog do Nassif fora do ar. Até agora. E por falar nele, enfim sabemos sobre o processo que a Veja move contra Nassif. A acusação está a cargo do advogado Darcy Arruda Miranda Júnior, formado em letras e filosofia, que à luz de seus conhecimentos diz nos autos:

“O jornalista, no seu sacerdócio, deve ser sereno como um juiz, honesto como um confessor, verdadeiro como um justo.”

Nada mais perfeito para o grupo de Veja. Enxergo a mais plácida serenidade em Reinaldo, a mais clara honestidade em Mainardi, a total verdade em Sabino...

...

Atualizando:

O Paulo Henrique Amorim já está com endereço novo funcionado:

http://www.paulohenriqueamorim.com.br/

O Nassif, depois de problemas técnicos (pô, vamos mandar a conta do cardiologista para esse analista de sistemas!), já está funcionado. Mas, ainda com problemas no endereço antigo. Sugere sabiamente atualizarmos para o:

http://www.luisnassif.com.br

Mais 1: Mino carta se despede do IG, em solidariedade a PHA.

Mais 2: O Rovai publica uma informação que ajuda a entender melhor a demissão de PHA: a Abril está hospedando suas revistas no IG.

Mais 3: Azenha e Rovai já estão caindo fora do Prêmio Ibest. Se vai ter campanha, já temos um selo:



A semana ainda promete...

8 comentários:

alexandre disse...

Rapaz,mas nessa terra realmente o que abunda é canalha.

George D. disse...

Pois é, cara, o blog do Nassif ficou fora do ar ontem... hoje ainda nada; nem tinha percebido o do PH Amorim.

Como não gosto de muitas conspirações, já achava que estava com algum problema aqui com meu computador, hehehe.

Abs, acanalhados!

Carlinhos Medeiros disse...

KKKKKKKKKKKKKKKKKK!!!!muito bem bolado!

Jurandir, eu não sabia que o Carlos Jereissati, irmão do cacique e dono da Tim, também era também dono da Oi.

Muito bom, valeu!

Jurandir Paulo disse...

Eu passei um dia péssimo, doido para arrumar uma briga da boa. Meu palpite é que vamos ter uma semana quente. Ainda bem que vem aí um feriado...

Jurandir Paulo disse...

Carlinhos,

O sistema telefônico no país está dominado por uma tremenda canalha. Os neoliberais falavam tanto em um sistema moderno, com concorrência, vão agora fazer praticamente uma única empresa, juntando todos os canalhas e certamente o mesmo péssimo serviço.

Eduardo Martinez disse...

Jurandir, dia 5 de março postei no Carteiro do Poeta "Eco do ego - quando a esquerda endireita". Acho que devemos (os blogues independentes e de esquerda) criar nossos próprios sistemas de medição de acessos, com outros critérios, para não ficarmos andando de lugar algum para nenhum lugar. Aqui vai parte da postagem:
"Pelas mesmas razões, respeitando todos que pensam diferente, não entro nessa corrida inútil de prêmio Ibest e tal: não voto em saite algum e nem entro na correria. Embora valorize e respeite o trabalho dos militantes da blogosfera de esquerda e os independentes. Acho que os blogues não devem terceirizar seu papel, que é divulgar, reproduzir e multiplicar constantemente uns aos outros no combate ao PUM do PIG. Uma autêntica construção coletiva. Tem muita gente perdendo mais tempo pedindo voto do que prestando atenção nos outros. Essa lógica é conservadora: the best, o mais acessado, o melhor, o rei da rede, o campeão e etc. É como aquelas eleições de rainhas estudantis que arrecadam fundos para as escolas, nas quais quem vende mais votos vence. Até nisso a direita leva vantagem e nos bota no bolso. Deixo isso para quem vive e se alimenta da competição sem perceber que acaba vendo os outros como concorrentes e não como companheiros. É assim que eles nos dividem e mantém ocupados enquanto fazem das suas longe das nossas vistas, soltos de pata, como se diz no Rio Grande. Nada substitui a diversidade e a pluralidade. Não quero ser mais ou menos que ninguém. Tô fora dessa corrida maluca. Chega de ser pautado pela direita".

A íntegra pode ser acessada no linque que segue entre parênteses: http://carteirodopoeta.blogspot.com/2008/03/esquerda-e-direita-luta-do-ego-contra-o.html#links

Jurandir Paulo disse...

Eduardo,

Perfeitas palavras, têm todas a minha concordância. É pensamento nosso, já esboçado algumas vezes. Não estamos procurando fama nem dinheiro. Queremos a oportunidade do desabafo, de registrar o mundo, nossos incômodos, com a arte das nossas palavras, nossas imagens. E só nos anima o fato de estarmos juntos com outros, de olhares diversos, mas com assemelhados sentimentos. Ficar disputando medalhas, prêmios, oportunidades, só nos divide, tudo o que nossos inimigos desejam. E é algo que já percebo, numa concorrência ingênua. Vivemos um momento interessantíssimo. De grandes dificuldades, de batalhas perdidas, mas rico em chances de vivência, de experiência coletiva. Não podemos nos enganar com passarelas e falsas vitrines.

Foi ótimo o seu comentário.
Abraços,
Jurandir

Carlinhos Medeiros disse...

Poxa, cara! perdi o post mesmo sendo leitor do carteiro. Estou numa correria de trabalho e tem sobrado pouco tempo para as visitas, mas é exatamente isso que penso. Uma armadilha para os blogs independentes, isso sim.
Abraços Jura e Eduardo.