domingo, 20 de abril de 2008

Caso Janaína Leite 3

Idelber Avelar me faz uma pergunta:

Você poderia esclarecer a acusação publicada aqui de que eu estou "enredado numa artimanha"?

Creio que foi enredado por conta de sua amizade com Gravataí Merengue, que o levou a manifestar posição de imediato sem uma boa análise da questão. Foram suas as palavras: “O jornalista Luis Nassif pisou na bola, feio. Acaba de dar um tiro na credibilidade do seu dossiê Veja.”

Segue defendendo Gravataí:

“Eis que chega Gravataí Merengue e faz o que todo bom pesquisador, jornalista ou não, deve fazer: ouvir todos os lados, checar fontes, reunir documentação, cotejar versões. E faz um post absolutamente irrefutável demonstrando o total vazio das ilações de Nassif contra Janaína.”

“Insinua que a jornalista faz parte de um grupo de Dantas e tenta incriminá-la com o fato absolutamente banal de que uma fonte tenha declarado, sob pressão judicial, ser efetivamente fonte da jornalista, tudo isso sem contestar qualquer dado factual da reportagem de Janaína na Folha.”


Sinto, mas o post de Gravataí é facilmente refutável. Aqui já coloquei a minha opinião a respeito, inclusive em resposta direta ao GM.

Em um sucinto resumo:

1) Não há uma única frase no dossiê Veja onde Nassif tente incriminar Janaína Leite como aliada do Opportunity. Há, sim, uma suspeição que seu trabalho serviu a estes interesses, baseado estritamente no método jornalístico adotado por ela, principalmente em uma reportagem citada.

2) Não há ilação sobre o fato de existir uma fonte da jornalista ligada ao Opportunity. Mas, recai uma severa crítica de ser esta fonte a ÙNICA na matéria citada, onde estava em jogo uma acirrada disputa comercial, envolvendo milhões, e o banco era parte da disputa, entidade com uma das piores folhas corridas do mercado, com vários processos em curso, inclusive sobre espionagem e falsificação de documentos.

3) A matéria da jornalista fala por si. Citei trecho onde Janaína acua claramente a juíza que deu sentença contra o banco. Os argumentos de GM são de que a jornalista desejava dar voz à juíza. Não foi o que vimos. Todas as perguntas feitas estão ligadas a fatos desprezíveis, não ligados diretamente ao caso, e tinham como a única fonte o Opportunity. A honra da juíza foi colocada em xeque, com insinuações sobre as motivações de haver declarado que recebeu proposta de suborno, que recebia passagens da Varig, que comprou um apartamento depois de sentença, que já havia sofrido outras penalidades jurídicas antes etc. Tudo, depois, esclarecido em favor da juíza.


Está claro, Idelber, que o caso Janaína Leite é polêmico. Caberia a ela, em seu devido momento, ter contestado Nassif por seu nome aparecer no dossiê. Mas isto não foi feito. Agora, e com a ajuda de Gravataí, surgiu como uma possível polêmica. Não é. O método de Nassif foi correto. Levantou hipóteses sérias que ligam o resultado do trabalho da jornalista aos interesses escusos do Opportunity. Caberia a ela explicar seu método, se houve pressões de seus chefes, se o texto foi alterado na redação, o que justificaria não ter ouvido as outras partes envolvidas. Nada, até agora, por ela foi dito nesta defesa. Infelizmente, o que fez? Acusou Nassif de ter interesses no dossiê por causa de dívida perdoada no BNDES. O que não pode ser sustentado, e é uma acusação leviana que nada a defende do que lhe cabe na reportagem parcial.

Em seu post, Idelber, no Biscoito Fino, há uma convocação:

“Convoco especialmente aos meus amigos blogueiros de esquerda a que emprestem seu apoio irrestrito à Janaína Leite e ao Imprensa Marrom neste episódio – pelo menos até que Nassif apresente alguma prova contra ela, o que, pelo jeito, ele não está em condições de fazer”.

Declaro que não empresto minha solidariedade a Janaína, defendo o método de Nassif, a importância de seu trabalho em desvendar as relações venais da imprensa com o poder econômico, e gostaria que você, por quem tenho admiração, reveja sua posição manifestada. Só posso crer que tenha sido enredado pela precipitação em ajudar amigos, ainda há tempo para corrigir.

Abraços,
Jurandir

6 comentários:

Julio disse...

Jurandir. Você está absolutamente CORRETO!

O amigo Idelber, se lê os comentários do seu próprio blog, já deveria ter se retratado com o Nassif. Não o fez ainda, mas acho que irá fazê-lo.

O que o Gravataí Merengue está demonstrando é um festival de bobagens, desinformação e má-fé.

Alguns exemplos:

1) Ele desqualifica todos os seus comentaristas.

2) Diz que os comentaristas são outras pessoas.

3) Compartilha os IPs com outros blogs (o da Janaina Leite por exemplo), para patrulhar comentaristas.

4) Desqualifica um comentarista sério do Idelber, um Juiz de Direito. O Juiz questionou uma informação da dupla Janaína/Gravataí de que O CONSELHO DE MAGISTRATURA DECIDIU POR UNANIMIDADE ABRIR UM PROCESSO CONTRA A JUIZA. O juiz Federal duvidou e desafiou o Gravataí a mostrar o processo. Aí ele vem com um post que NÃO PODE DIVULGAR O PROCESSO. Não tem o processo, ... ENTÃO COMO ELE SABE QUE FOI POR UNANIMIDADE???

5) O Gravataí se envolveu pessoalmente com a Janaína. Tomou posições contra o Nassif, contra o PHA e contra o Rovai, e quer justificar qualquer coisa para atacá-los, mesmo que para isso faça ilações mentirosas.

E o Idelber acha que ele fez um GOL DE PLACA????? Não é possível! Só se foi GOL CONTRA.

Walmir disse...

Pois a vida é assim de escaramuças, mano blogueiro. Estas sem fim. E de perguntas e desconfianças, Riobaldos em largos sertões.Os grandes negócios têm tanta gravidade que arrastam para seu miolo de pesadas sujeiras mesmo os que delas querem distâncias.
Leio pessoas que respeito e vejo o esforço que fazem para emitir idéias que não fiquem refugiadas no lodo.
Vivemos um tempo de nanopartículas e de coisas que só existem se pensamos nelas - ainda que mesmo assim sejam capaz de explosões incalculáveis.
E junto delas estão os alquimistas e conjuram-se bruxarias.
Vou lendo.
Formando uns entendimentos duvidosos.
Aprendendo escolher, de par com o gosto e o coração, uns afetos na blogsfera, dentre os quais o seu.
Paz e bom humor
Walmir
http://walmir.carvalho.zip.net

Anônimo disse...

Ele foi enredado, porque as pessoas se enganam, inclusive,vc, Idelber.

alexandre disse...

A retratação do Idelber já tá lá no blog dele.O novo capítulo do Nassif foi fulminante.Já o Gravata não larga o osso e suas desculpas esfarrapadas estão de dar dó.Bom,pelo menos ficou famosinho.

Anônimo disse...

O que vc achou da meia retratação do Idelver?

Jurandir Paulo disse...

Amigos, obrigado pela participação. Acabo de ler o Idelber por notícia de vcs. Bem, tenho várias considerações, mas confesso que fiquei feliz. Este era o meu maior desejo. Mas agora estou correndo, embora todos tenham enforcado esta terça, no meio de dois feriados, no meu caso é dia de labuta. Mais tarde gostaria de melhor comentar, possivelmente com um post.