quarta-feira, 14 de outubro de 2009

A maquiagem do vampiro


Na entrevista ao Valor de Luiz González, o marqueteiro de Serra, o que chamou minha atenção foi o que ele disse sobre internet:

Valor: A internet vai ser importante em 2010?
González: A cada eleição a internet fica mais importante. E, em 2010, pode até ser a ferramenta mais comentada, pelas novidades que trará. Mas não acredito que será a mais importante. Nas condições de 2010, acho que a TV ainda será mais importante do que a internet, por mais amplas e diversificadas que sejam as ações na internet e por mais tradicionais que sejam na TV. Mário Covas dizia que se ele tivesse pouco dinheiro pagaria advogado e programa de TV e depois contrataria o resto. Se fosse para hierarquizar os veículos que eu usaria, diria que o mais importante é o horário eleitoral, free media [presença dos candidatos no rádio, TV, jornais e revistas], programa eleitoral no rádio e, por fim, a internet.

Como assim? Mário Covas morreu em 2001. Estava doente já há algum tempo. Foi em 1994 que Gonzáles fez sua campanha a governador. Quando ele teria dito que se tivesse pouco dinheiro pagaria apenas advogado e TV? Nos anos 90? A internet era uma criança, impossível dar crédito a tal afirmação. Tucanos são tradicionalistas, odeiam mudanças. Ou seria uma dissimulação? Certamente, outra característica.

Segue a entrevista:

Valor: Por que?
González: Pela abrangência. O Brasil tem pouco mais de 131 milhões de eleitores. A televisão chega a praticamente todos. Existem 57 milhões de domicílios no Brasil. Há pelo menos um aparelho de TV em 95% desses domicílios – 170 milhões de brasileiros a assistem diariamente. Estima-se que haja até 60 milhões de internautas, com 11 milhões de conexões em banda larga. Ou seja: a televisão chega a muito mais gente. Outra questão é a distribuição geográfica. A TV chega a todo o país de maneira mais uniforme: 96% dos domicílios urbanos têm TV. Na zona rural a presença cai, mas ainda é alta: 78% das residências rurais têm TV. Essa presença avassaladora e bem distribuída não acontece, ainda, com a internet. A internet está mais presente nas regiões Sul e Sudeste, com 60% dos internautas. Mas as regiões Norte e Nordeste que têm, juntas, 34% do eleitorado, só têm 22% dos internautas.

Comparar TV com internet não faz muito sentido. Primeiro, a internet é também TV. Claro, fundamentalmente com banda larga, o que diminui seu impacto, mas mesmo assim os números já são bastante expressivos com 11 milhões de usuários. E 60 milhões trocando emails, acessando o Orkut ou outras redes, lendo blogs, têm enorme impacto. Não é gente passiva, parada na frente do monitor.

Mas segue a entrevista para concluirmos abaixo:

Valor: Essa concentração da internet no Sul e Sudeste favorece alguma candidatura?
González: Acho que a internet vai servir de maneira distinta às candidaturas. Serve mais ao PT do que ao PSDB. Como o PT tem mais dificuldade no Sul e no Sudeste, onde a internet tem mais penetração, o instrumento vale mais. Da mesma forma, se o corte for cidade grande versus cidade pequena, o PT tem mais dificuldade nas capitais e cidades grandes. O PSDB tem mais dificuldade nos grotões. Desse ponto de vista, o que o PSDB precisa é de carro de som nas pequenas cidades. Além disso, a televisão é um veículo impressionista. É um veículo de emoção, que surpreende o telespectador em sua casa. Nessas características essenciais, é insubstituível.

Aqui ele confessa que a internet é favorável ao seu campo inimigo. E é óbvio que não ficarão parados, apostando em grotões com carro de som, mentira. Haverá uma briga, e das boas. A TV é realmente pura emoção. Mostra com impacto uma idéia. Fernando Meirelles mostrou como convencer com um simples clipe de candidatura de cidade às Olimpíadas. Mas só a TV não funciona mais sozinha. Em campanha, nesta em particular, um programa de candidato estará no dia seguinte sendo retransformado em vídeo no YouTube. E muitos textos darão o contraponto, nas redes, por email etc. A internet trouxe a resposta do julgamento de muitos. Vai ter briga. Com tecnologia popular brasileira.

Agora, pode ser que o marqueteiro aposte na fotogenia de seu candidato, aí já são outros quinhentos...

4 comentários:

K. disse...

só não concordo que o fo o vídeo do fernando meirelles que ganhou a olimpíada... essa foi a versão da.. tv!

Jurandir Paulo disse...

pô, o vídeo me convenceu. Aqueles senhores, sei lá. Quase não vejo TV...

Yvy disse...

Li em alguns blogs a entrevista do "lulu gogo" e cheguei a conclusão após várias opiniões que ele é um "buzunta chato de galocha".

Abrs!

Mirian disse...

Sr. Abunda
Estou em busca de uma foto muito boa que o sr publicou tempos atrás, da querida Kátia Abreu mostrando seu corpinho bovino. Não encontro no blog. Poderia me dar uma ajuda?? Grata