quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

E Bin Laden veio dar uma mãozinha... para Israel, é claro

O cartel mundial de mídia fez uma festinha. Divulgou hoje a notícia de um suposto áudio de Bin Laden clamando por um jihad contra Israel. O pop terrorista sempre aparece em momentos chaves. Na última eleição de Bush apareceu para dar sua forcinha, falando sempre os mesmos clichês, ajudando com sua imagem de espantalho a aumentar o medo contra muçulmanos, dando votos para o suposto guardião da luta contra o terrorismo. Bush certamente bateu palmas hoje para seu velho amigo.

A notícia, em destaque nos sites americanos, repetida nas filiais pelo mundo, diz que a divulgação aconteceu na mídia muçulmana. Pode ser. Mas na excelente PressTv iraniana nenhuma citação.

A farsa Bin Laden segue ainda tentando engabelar. Ontem, Bush deu um recado sobre sua herança no programa de Larry King, na CNN: “A mais importante tarefa que tive - e a mais importante tarefa do próximo presidente – é proteger o povo americano de outro ataque”. Parece que este povo não engoliu esse medo, optando por outro presidente. Resta sabermos se Bin Laden também irá trabalhar para Obama. Afinal, embora os laços de amizade da família Bush com os Bin Landen sejam estreitos, foi em um governo de democratas, o de Jimmy Carter, onde a história de Osama Bin Laden começou.

Um comentário:

José Eduardo R. de Camargo disse...

Digo e repito: Bin Laden foi e continua agente da CIA. Precisa dizer mais?