quarta-feira, 14 de julho de 2010

O ainda sobre o logo horrendo da Copa



A criatividade do brasileiro dá de mil nas corporações publicitárias. A internet melou os negócios dos proxenetas da indústria fonográfica. Está encostando na parede o cartel da mídia venal. Agora, dá um recado ao pessoal da publicidade. Para quem não sabe, a marca da Copa de 2014 foi criada pela agência África, uma das maiores do país. Foi chamado um grupo de "notáveis" para escolher a "melhor idéia". Entre eles, Ivete Sangalo, Gisele Bündchen e Paulo Coelho. A repercussão negativa é enorme, aquilo é um horror, dizem legiôes de designers brasileiros.

Melhor o Ricardo Teixeira não gastar os 20%.

4 comentários:

Renata (impermeável a) disse...

é feio?
não reparei direito.... achei tão bonitinho....

Renata (impermeável a) disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Renata (impermeável a) disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Joel Bueno disse...

O Oscar Niemeyer também estava na comissão. Por que será que os "especialistas" que criticam a marca esquecem sempre o Niemeyer? A logo é boa. Liga imediatamente à Copa (formato) e ao Brasil (cores). As mãos dando uma ideia de união, ou do momento em que os vencedores seguram a taça. Para ser contra o Ricardo Teixeira tem motivo de sobra. Não precisa forçar a barra.