segunda-feira, 5 de julho de 2010

E no Ricardo Teixeira não vai nada?


Dunga foi demitido hoje e a TV Globo comemorou. Faustão disse que era chutar cachorro morto, mas o técnico era arrogante e incompetente.

Quem o demitiu foi o mesmo que o contratou, que estava o tempo todo com a seleção, dando ordens: Ricardo Teixeira.

Ele é presidente da CBF desde 1989 e vai ficar no cargo até 2015, quando tenta a boca gorda da FIFA.

Entende desta bocada. Seu sogro, João Havelange, ficou lá na presidência por 24 anos, período em que juntos alimentaram um grande fluxo de dinheiro em paraísos fiscais, fruto de comissões ilícitas, apostas, propinas variadas.

Quem diz é, entre outros, o jornalista inglês Andrew Jennings, um especialista na máfia do futebol.

E as organizações Globo apoiam a candidatura de Teixeira. Ele é amigo, parceiro, só traz alegrias. Não tem responsabilidades com o resultado do futebol.

Teixeira vai continuar escolhendo novos técnicos, dando palpites na convocação dos jogadores. E alimentando suas contas em paraísos fiscais.

A mídia sabe como a coisa funciona, mas não conta. Está no jogo, ao lado da máfia.

2 comentários:

zcarlos disse...

Excelente artigo Jurandir. Você tem toda razão.
Abs!

THiago_B disse...

Perfeito, futebol e circo do povo e enche os bolsos de uns caras.