quinta-feira, 9 de abril de 2009

E mais uma farsa vai para o ralo

Quem viu o depoimento de delegado Protógenes Queiroz na CPI dos Grampos, tem elementos hoje para entender como parte do parlamento é fraco, despreparado, servil ao poder econômico e como nossa mídia é venal. Leiam os jornalões, se tiverem paciência. Ali está a derrota. Esperavam elementos para uma boa manchete. Nada. Repetem burocraticamente as mesmas desqualificações ao delegado que ousou prender um banqueiro. Nada contam das trapalhadas de presidente da CPI, sua tentativa aparvalhada de exibir uma apresentação em power point para desqualificar o depoente. Acabou sendo acusado em público de receber doações de campanha do banqueiro Daniel Dantas, um dos investigados pela própria CPI. Que moral tem uma CPI onde seu presidente está enredado em interesses de um condenado por diversos crimes, assunto da própria comissão?

Para as perguntas maliciosas de Marcelo Itagiba, foram significativas as recusas de Protógenes nas respostas, repetindo mecanicamente que o objetivo da CPI era investigar interceptação clandestina de grampos. Ficou clara a pauta dos interesses da CPI, seu desvio dos objetivos. Não faltaram respostas depois, frustrando a mídia que poderia dizer que o delegado calou-se por culpa. Para uma pergunta do relator, sobre evidências de escuta clandestina, o delegado fez longa exposição sobre as origens da Satiaghara, na Operação Chacal, onde Daniel Dantas foi acusado, com provas abundantes, de fazer espionagem. Para outra, contou que teve acesso aos documentos da investigação em que Gilmar Mendes acusa ter sido grampeado. Segundo ele, o documento nada explica sobre grampos, mas o nome Protógenes Queiroz é citado inúmeras vezes. Farsa!

Não estou do lado da claque do delegado, ontem presente, que o quer como uma nova liderança política no país. Mas em nenhum momento estarei ao lado de seus detratores. O delegado cumpriu com seu dever na operação. Ontem foi brilhante. Desnudou a farsa montada. Cabe agora a sociedade varrer para longe a escória, comprometida com um banqueiro corrupto.

9 comentários:

romério rômulo disse...

jurandir:
não considero o protógenes uma grande liderança política,mas um grande delegado.
um abraço.
romério

alexandre disse...

Pois é, além de tudo, o Itagibabaca ainda tem inveja profissional. e viva a satiagraha!!

Anônimo disse...

ARRASTÃO DO PCC EM EDÍFICIOS DE LUXO EM SP ... A CULPA É DOS PORTEIROS, SEGUNDO A VEJA

Os paulistanos que votam em Serra-Alckmin-Kassab, e acreditam nas estatísticas manipuladas pela Folha de São Paulo, “atestando” “queda na criminalidade”, estão descobrindo na própria pele, que estão sendo manipulada pela “imprensa amiga” de Serra.

Cerca de 10 homens armados fizeram um arrastão em um prédio de luxo na Vila Sofia, Zona Sul de São Paulo, dia 8.

A Revista Veja e Folha de São de Paulo, OMITEM os reais fatos que levam à ação da criminalidade, por incompetência da Secretaria de Segurança Pública paulista, do governo tucano de José Serra (PSDB/SP), sucessor de Geraldo Alckmin (PSDB/SP):

1) Corrupção policial com venda de cargos na Secretaria, e reintegração de policiais corruptos mediante pagamento de pedágio para não serem expulsos por envolvimento com a criminalidade.

2) PCC manda e desmanda no sistema prisional e nas ruas.

3) Policiais de São Paulo, tem os piores salários do Brasil.

4) A Secretaria de Segurança, privatiza a polícia, ao fazer vista grossa à máfias de caça-níqueis, para que complementem o “salário” dos policiais “por fora”, na forma de propina, incentivando a criminalidade dentro da própria polícia.

Mas para a Folha de São Paulo, a criminalidade está caindo, e para a Veja a culpa é dos porteiros mal-treinados.

Anônimo disse...

Em tempo uma pergunta que não quer calar: como é possível, em horário de trabalho, funcionárias do Supremo Tribunal Federal, estarem na cpi circense dando assessoria ao Itagiba, conforme denunciado no blog do Paulo Henrique Amorim?

Maybe Tomorrow disse...

Foi memorável, será que esta no YouTube? Causou estranheza ele sair antes da Magessi,(deputada pelo RJ e policial) fazer as perguntas.


Abrs

Anônimo disse...

Passou batido na mídia brasileira, a entrevista q o Min das Rel. Exteriores deu ao programa HARD TALK, da BBC de Londres, nesta semana.

Num ingreis prá argentino nenhum botar defeito, mas coalhado de argumentos fortes e simplicidade, ele detonou a anta q o intrevistou, Jonathan Dimbleby, cheio de gracinhas e venenhinhos a la Roberto D'Avilla ou qlqr lixo igual. Fica claro, p/ o programa q Stephen Sakur é mesmo muito melhor q o dito entrevistador, mas nem por isso se daria melhor na entrevista.

Amorim detonou sem perder a classe mesmo foi na frase final, qdo responde dizendo q o Brasil nao deixará problemas "toxics" p/ o futuro ... sarcasmo e humor negro ... hehe.

Inté,
Murilo

Inté,
Murilo

Adriano Matos disse...

Muito bom post. Concordo plenamente com o que você escreveu.

anareis disse...

Estou fazendo uma campanha de doações para criar uma minibiblioteca comunitaria na minha comunidade carente aqui no Rio de Janeiro,preciso da ajuda de todos.Doações no Banco do Brasil agencia 3082-1 conta 9.799-3 Que DEUS abençõe todos nos.Meu e-mail asilvareis10@gmail.com

Anônimo disse...

Essa CPI não vai trocar de nome para CPI de Proteção do banqueiro condenado DD?