segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Os muitos dólares de uma pandemia


De 19 a 21 de agosto acontecerá em Washington a “Conferência Internacional sobre a gripe suína”. Não é iniciativa de algum governo, mas de uma empresa, a New-Fields. E parece que será um bom negócio. A programação é vasta e custará “apenas” 2.785 dólares para um único indivíduo que desejar somar a conferência com mais dois workshops. É o que diz o material de divulgação do evento em PDF, que explica que seu propósito é ensinar como fazer a economia funcionar em uma grande pandemia, treinando funcionários e fornecedores a trabalhar na ajuda ao estado e às agências federais. Na lista de discussões não falta alarmismo: como proteger e distribuir vacinas e produtos essenciais; como administrar a rotina de trabalho com uma onda de crimes; como controlar e abrandar a agitação social e os distúrbios públicos; como se proteger das interrupções de fornecimento de comida, combustível e de produtos essenciais, fazendo estoque. São alguns dos vários assuntos que serão discutidos.

Para o Prison Planet é demonstração de interesse em preparar a lei marcial nos EUA e em outros cantos do mundo, baseado em um alarme falso de ataque pelo H1N1. Segundo o site de Alex Jones, a mídia vem preparando a população para o medo da pandemia e tudo se encaixa nas diretivas de Bush, divulgadas em 2004, que listava iniciativas a serem tomadas em caso de ataques biológicos dos agentes do terror.

Não vou entrar na discussão, já grande, das origens desta gripe, do papel da mídia etc. Quem desejar, há muito material na internet, mas infelizmente em sua maioria apenas em inglês. Sugiro começar pela listagem dos artigos do Global Research, organizada via o bravo portuga Resistir. Desejo levantar apenas algumas poucas informações, que por enquanto o Google nos ajuda:

No site da organizadora da conferência, ela se define como uma empresa de marketing que faz mais de 120 eventos de negócios ao ano, tendo como alvo as indústrias de energia, defesa, educação e saúde;

Embora aparentemente no site seja uma empresa americana, com sede em Washington DC, ela apenas ali tem um escritório. A empresa é dos Emirados Árabes, seu presidente é Samir Farajallah, de Dubai, segundo o New York Times;

A empresa fez outros eventos, um sobre gripe aviária e outro sobre a reconstrução do Iraque, onde caminhou ao lado da Halliburton de Dick Cheney e da Blackwater, dos mercenários do governo dos EUA.

O que quer dizer isso? Talvez pouco. Mas acho o suficiente para muitas perguntas. O governo Bush e seus agregados usaram o argumento do 11 de setembro para uma guerra e grandes negócios em defesa, energia e reconstrução. Esta empresa parece estar bem enquadrada no time. Saúde parece que é o negócio do momento.

9 comentários:

Amanda disse...

Até parece que se tudo o que acontecer na lista de topicos da palestra, alguém vai continuar se preocupando com os negocios. Os chefões vão ficar muito felizes se tiverem um bom estoque de enlatados em casa e pronto.

Yvy disse...

Negócio do momento? Sim , lá e cá!
Ligou TV , lá esta o terrorismo de da tal gripe. Não conheço ninguém com gripe e tenho vizinhos e amigos.Estranho, né?

Abrs!

infinitoaldoluiz disse...

É meu amigo, o povo unido jamais será vencido mas, enquanto isso... A 4ª frota do 4º REICH está estacionada em frente ao sudeste brasileiro, $$$$$obrando... O pré-sal "garante" muito mais.

E; "Internamente, Obama endossou a vigilância contínua do povo americano e ainda mais férreas polícias de estado electrônicas . Enquanto o americano médio é distraído pela fantasia de acreditar que o seu governo controlado pelas corporações reformará os cuidados de saúde, o maior sistema de cuidados de saúde do mundo está a ser militarizado sob o pretexto de uma convenientemente imparável pandemia de peste suína.

Sinto muito, sou grato!

infinitoaldoluiz disse...

Caro Jurandir e amigos, assistam isso, mesmo em inglês vale muito ver e ouvir quantas e quantas vezes aparece falada NEW WORLD ORDER e, por quais bocas...

http://www.youtube.com/watch?v=ntn055shr18&feature=related

Sinto muito, sou grato!

Prof. DiAfonso disse...

ABunda Canalha!

Bom dia!

Convido este excelente blog a participar do MOVIMENTO "DEIXEMO DE SÊ BÊSTA!", colaborando com informações, retificações, sugestões e reprodução em rede das postagens originais e adicionadas. O Blog Terra Brasilis e parceiros pretendem ser uma tentativa de dar um basta nesta crise ética por que passam as instituições Comecemos com o Senado Federal, publicizando o perfil dos que não deverão ser re-eleitos no próximo pleito.

Abração e conto com o importante papel de seu blog como contraponto à hegemonia das grandes corporações midiáticas.

Anônimo disse...

Os caricatos.

Ontem, era HH (heloísa histérica) flertando c/ ACM.

Amanha será Marina Silva, em afogos c/ Arthur Virgílio.

Patética cena política dos despeitados.

Recauchutados em pseudo rótolos oposicionistas, Cristovan ensinou a HH, o q agora ensina a MS ... chore, mas caia nos amores dos golpistas.

Nunca do povo.

HH, aqela q deveria consultar analistas e psiqiatras, como A. Virgílio, tomou cacete nas urnas de Alagoas, renascendo 1 cadaver político - Collor.


MS, a trouxa c/ cara de "brejeira e singela", vai pelo mesmo ralo.

E os demo-bicudos achando q isso é derrotar o PT, as sqerdas e/ou Lula ou Dilma.

Q bom q eles pensam assim.

Q bom q eles nao se lembrem de q, qem os elegeu foi o PT.

Nao a mídia, menos ainda os porcos-verdes.

Inté,
Murilo

Augusto Jose disse...

As técnicas para manter a colônia se refinam. Aliás, já não mais colônia ou quintal: um curral, com alguém bem disse. E nós, carregando piano e tomando sopinha de pedra, entregamos o pão, nosso sangue e os sonhos das nossas crianças. Até quando, gente amada, mansa e pacífica. Que gosta de futebol, carnaval e de tomar sol. Até quando vamos ficar naquela de "me engana que eu gosto"?

Anônimo disse...

Grande Jurandir, ói eu aqui traveiz...
Não sei se alguém postou isso, mas no "saindo da matrix" tem essa curiosidade...
"Quando o vírus da gripe suína H1N1 se espalhou pelo mundo, aparece uma droga que promete resolver a questão, o agora famoso Tamiflu. Quem detém a patente e comercialização desse remédio? Os laboratórios Roche e a empresa Gilead Sciences. E quem é o chefão da Gilead? Nada menos que Donald Rumsfeld, ex-secretário de Defesa do governo Bush, um dos ideários da invasão do Iraque.

Em 2005, quando a mídia pulava feito pipoca divulgando o "pânico" mundial da gripe aviária (H5N1), a administração Bush determinou a vacinação de todos os soldados que se encontravam fora do país. O próprio Rumsfeld fez o anúncio da compra pelo governo de U$ 1 bilhão em doses do remédio. Dias depois, a Casa Branca enviou um pedido ao Congresso dos EUA para a compra de mais U$ 2 bilhões em estoques do Tamiflu. Com isso, sua venda passou de 254 milhões em 2004 para mais de 1 bilhão em 2005.

Segundo dados de abril de 2009, da Organização Mundial de Saúde, a gripe aviária matou em todo o planeta 257 pessoas. A gripe comum mata, em média 500 mil por ano. O Rumsfeld ex-diretor presidente da Gilead certamente agradeceu ao Rumsfeld então secretário de Defesa..." abrç cid elias

Anônimo disse...

Colegas, recomendo a leitura do livro A Doutrina do Choque, da jornalista canadense Naomi Klein.

Ela trata exatamente destas falcatruas que envolvem o capitalismo de desastre.