segunda-feira, 28 de setembro de 2009

O golpe não foi contra Zelaya


A jovem hondurenha Wendy Elizabeth Ávila foi assassinada neste final de semana. Asmática, morreu em conseqüência de gases tóxicos jogados contra a embaixada brasileira. Não foi o gás lacrimogêneo, mas uma combinação de outras químicas que levou vários populares a vomitarem sangue, inclusive dentro da embaixada. Soldados foram vistos usando máscaras. Contraditoriamente, Honduras é um dos 188 países que assinaram a convenção mundial de proibição de armas químicas. Em 28 e setembro de 2005, ratificou a proibição. Não é estranho estar agora descumprindo uma norma internacional se não obedece nem a Constituição do seu país.

A Constituição de Honduras é clara em garantir o direito de participação do povo:

ARTICULO 2.- La soberanía corresponde al pueblo del cual emanan todos los poderes del Estado que se ejercen por representación.
La suplantación de la soberanía popular y la usurpación de los poderes constituidos se tipifican como delitos de traición a la Patria. La responsabilidad en estos casos es imprescriptible y podrá ser deducida de oficio o a petición de cualquier ciudadano.


E determina punição a quem a desrespeitar:

ARTICULO 45.- Se declara punible todo acto por el cual se prohíba o limite la participación del ciudadano en la vida política del país.


O artigo 3 é claríssimo em proibir um golpe de estado como o que foi praticado.

ARTICULO 3.- Nadie debe obediencia a un gobierno usurpador ni a quienes asuman funciones o empleos públicos por la fuerza de las armas o usando medios o procedimientos que quebranten o desconozcan lo que esta Constitución y las leyes establecen. Los actos verificados por tales autoridades son nulos. el pueblo tiene derecho a recurrir a la insurrección en defensa del orden constitucional.


Os solidários golpistas enrustidos daqui, alguns sem subterfúgios, gritam que o problema é Zelaya. Sua culpa? Ser chavista.

Não, meus caros, vamos parar de mentiras. Zelaya não é e nunca foi o problema. O grande problema, como sempre em nossa história, é que o povo hondurenho acreditava em sua Constituição. Imaginava poder expressar nas urnas sua vontade de mudanças. Queria em novembro, quando eleito um novo presidente (não poderia ser Zelaya, aprendam a ler e a entender, fascistinhas), dizer que desejava uma Constituinte.

O que fizeram as oligarquias e seus gorilas? Seqüestraram o presidente, forjaram uma carta de renúncia, assinaram agora um AI-5, cassando direitos dos cidadãos, fechando a mídia que ainda resistia (Alõ, SIP! Alõ ANJ, e agora?) e vem nossos especialistas, como o tucano Francisco Weffort, perguntar em recente artigo no Globo se “teria sido mesmo um golpe?”.

Vamos parar de asneiras. Não há jurista aqui ou acolá que vá nos engabelar. Onde está o direito de defesa, seriamente garantido na Constituição hondurenha? Diz ele:

ARTICULO 82.- El derecho de defensa es inviolable.
Los habitantes de la República tienen libre acceso a los tribunales para ejercitar sus acciones en la forma que señalan las leyes.


Chega! É um golpe clássico. Como tantos outros na história da América Latina. Não foi contra Zelaya, originado na mesma classe dos golpistas, mas contra o povo hondurenho, que acreditava, como a estudante de direito Wendy Elizabeth Ávila, que podia confiar na democracia de seu país. Não podem. Ela é uma fraude. Só funciona se o time dos donos do campo e da bola estiver ganhando. Era certo que perderia à frente. Este é o motivo verdadeiro do golpe. Que fique a lição para todos nós.

Foto: velório da jovem Wendy Elizabeth Ávila/AP

9 comentários:

Leonardo disse...

Ao contrário de seu finado sogro, que combateu toda e qualquer forma de opressão, Francisco Weffort lança por definitivo seu nome para a latrina da história.

Abobrinhas Psicodélicas disse...

Perfeito, Jurandir. Aonde estão os democratas e defensores da liberdade de imprensa, que estão sempre de prontidão para denunciar os "abusos" de Chávez, e que agora se calam dinate das últimas medidas tomadas pelos golpistas hondurenhos?

᠌ Gabriel Nunes disse...

Você que escreveu esse artigo é um burro. Golpistas é o caralho. O parlamento aprovou, a suprema corte aprovou, o povo aprovou, os militares aprovaram, e tudo embasado na lei, pena que a tv não mostra isso. Esses artigos que você colocou só provaram ainda mais que foi um ato legítimo e constitucional. O Zelaya e todos os esquerdistas da América latina tem ligação com farc e outros grupos terroristas radicais esquerdistas ou islâmicos. Esse cara é um criminoso e merecia era o pelotão de fuzilamento.

O problema de vocês comunistas, é que vocês acham que tem a cura para todos os maus da humanidade, e para isso vocês violam leis e se associam com os crimes e criminosos mais bárbaros.

Se você quiser eu te dou uma aula sobre isso e derrubo todos os seus argumentos sociopatas.

Abobrinhas Psicodélicas disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Abobrinhas Psicodélicas disse...

Gabiel,

Sugiro que antes de querer dar alguma aula para o Jurandir, você tenha algumas de português: "Golpistas é...", "Maus da humanidade", bem como esta excessiva quantidade de vírgulas que você utiliza são verdadeiros atentados ao idioma pátrio. Sugiro também que você tenha algumas aulas de História, pois nem a mente direitista mais ensandecida, até este momento, tinha conseguido estabelecer qualquer conexão entre as FARC e o terrorismo islâmico. Mate-me uma curiosidade: por um acaso, você tem algum poster do Mainardi na parede do seu quarto?

Leonardo disse...

Pelas palavras do Gabriel Nunes, suas aulas sobre "estória contemporânea" devem ser de "altíssimo nível" mesmo. Quando ele escreve "derrubar argumentos" deve estar se referindo ao uso do tacape na cabeça de quem o contraria ideologicamente.
Acho que ele errou de blog sem se dar conta. Deve ter pensando que este é um daqueles blogs de latrina que costuma frequentar.

Pai Daniel Gil disse...

Cara, explica isso PELAMORDEDEUS pro tal Reinaldo Azevedo e seus seguidores

http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/impeachment-para-celso-amorim-ja-o-de-lula-a-gente-pode-debater/

Os neocons americanos e a KKK são fichinha perto dessa gente. Socorro!

Abobrinhas Psicodélicas disse...

Nossa!! Este tal de Gabriel é bom mesmo! Ao ter o seu festival de sandices e os atentados por ele cometidos contra o vernáculo questionados, tal rapaz pimpão exclui o seu comentário. É o que eu sempre digo: ler o Jabor e o Mainardi emburrece. Já virou problema de saúde pública!

Jurandir Paulo disse...

Gabriel, vou declinar do convite da sua aula. A amostra não foi boa. Mas agradeço o convite. Ô rapaz, quanta contradição. Você quer matar o Zelaya em pelotão de fuzilamento e diz que nós comunistas somos bárbaros? Diziam antes que nós comíamos criancinhas, agora você diz que somos curandeiros, imaginado curar todos os males? E Farc e islamismo? Pô, piada. Começa a ler coisa melhor, rapaz! Mas apareça sempre, foi divertido, esta casa tem a porta aberta.