sexta-feira, 30 de abril de 2010

Serrosferatu é um dos 25 mais influentes

12 comentários:

Cláudio Rodrigues disse...

É bom ver como o brilhante colunista tucano Arnaldo Ja-DOR anda estrebuchando contra Lula, justamente depois da publicação da Time. Ganha um doce quem descobrir qual candidato tucano pós-túmulo está por trás disso:


"Sem zoeira, inveja mata, né Jabor...?

Que o TUCANO Arnaldo Jabor fale mal do Lula, tudo bem, já estamos acostumados. Mas falar mal justamente depois do que saiu na "Time"?"

Quem quiser ler mais vá ao http://semzoeira.blogspot.com/

alex disse...

ATENÇÃO: PRECISAMOS AJUDAR AS ORGANIZAÇÕES ROBERTO MARINHO

Lula é 1° ou não é? Vamos ajudar "O Globo"?

Do Blog Tijolaço

A notícia da escolha de Lula como o mais influente líder do mundo pela revista Time causou alvoroço no comando das redações da mídia brasileira. Afinal, era a revista que mais admiram escolhendo “o cara” que mais combatem…

Mas não havia jeito, era preciso dar a notícia, não havia meio de escondê-la… A lista da Time está lá na internet, implacável.

Chego a imaginar a cena…Dedos crispados, dentes rangendo, repórteres mobilizados, ligações para o correspondentes…Nada… Publicaram… Lula era o primeiro da lista…Até o Serra, rapidamente, seguiu o script de seu marqueteiro e, para ser mais lulista que o Lula, foi logo enviando felicitações pelo twitter: “Parabéns ao Presidente Lula, escolhido líder do ano pela revista americana Time. É bom para o Brasil”.

Mas a operação “despeito” continuou. E um subeditor gritou: “conseguimos, conseguimos”! E contou, como está em O Globo que havia falado com “o setor de relações públicas” da revista que teria dito não haver um ranking.

Mas, e daí se não foi escolhido o líder mais influente do mundo e sim um dos líderes mais influentes do mundo, numa lista onde – oh! – nunca entrou FHC.

Segundo O Globo, a decisão de colocar Lula como o “número um” se deu por “razões editoriais”.

Se você for ao site da Time para ver os 100 mais influentes de 2010 escolhidos pela revista, verá que o primeiro perfil que aparece é o de Lula. Se você preferir ir ao link da lista completa dos eleitos, verá que o número um é Lula.

Enfim, a Time escolheu um entre os 25 listados, para abrir a lista. A menos que tenham mudado o alfabeto para começar com “L”, não foi ordem alfabética. Foi a importância editorial que a revista lhe deu.

Mas é fácil resolver o problema. É só O Globo reatar a sociedade que teve com a Time para, durante a ditadura, implantar a TV Globo no Brasil e mandar o Ali Kamel para lá inverter a lista.

Aí o senador por Massachussets Scott Brown, que aparece como 25º colocado passa para 1° e Lula, o 1° passa para 25°

E a mídia dá a seguinte manchete: “Time coloca Lula em último na lista dos líderes”

alex disse...

DO PIG PORCÃO NUNES

Lula é mais um na última edição da lista que invariavelmente exibe, além de governantes competentes e homens de bem, o cortejo de figuras repulsivas, ineptos juramentados, perfeitas cavalgaduras, extravagâncias cucarachas, infâmias africanas, abjeções de grotão e jecas tropicais. Em 2004, por exemplo, Lula estreou na relação em companhia do ditador da Coreia do Norte, Kim Jong-il, e do psicopata Osama Bin Laden.



O coreano atômico reapareceu no ano seguinte ao lado do tirano aprendiz Hugo Chávez. Em 2006, o bufão venezuelano fez parceria com Mahmoud Ahmadinejad. A lista de 2007 reincorporou Bin Laden e abriu vagas para o genocida sudanês Omar al-Bashir e para ditador interino Raúl Castro, eleito gerente-geral de Cuba pelo irmão mais velho. Até o boliviano Evo Morales conseguiu virar personalidade com influência mundial em 2008.



Incluído pela segunda vez na relação da Time, Lula está empatado com Hugo Chávez e Osama Bin Laden.

(o vômito acima pertece ao quase aposentado Augusto Nunes)

Abobrinhas Psicodélicas disse...

Jurandir rides again!
Bem-vindo de volta, Camarada! E vê se segura a onda das estafas, porque a temporada de caça aos vampiros está aberta!

Abraços.

cappacete disse...

Sai capeta!

Mirian disse...

kakakakakakaka. TImeteu. Obrgada por mais essa!!!!

Eduardo Simch disse...

Hahahahaha, sensacional!!

alex disse...

COM MUITO TESÃO, MAS EXASPERADO ...

SERRA se irrita com perguntas sobre mensalão do DEM e privatização

06/05/2010 - Brasília Confidencial

Em entrevista de cerca de 90 minutos concedida ontem a seis jornalistas do grupo gaúcho RBS, o pré-candidato do PSDB à Presidência, José Serra, perdeu a calma duas vezes, foi grosseiro com duas jornalistas, mostrou-se incapaz de completar frases, ideias e respostas no tempo previsto, não soube apresentar dados concretos e tratou a maioria dos assuntos com superficialidade.

Serra listou realizações sem explicar sua motivação política e administrativa. Ex-ministro da Saúde, disse que “o maior problema” do setor é “a totalidade”.

Quando uma das jornalistas quis saber o que ele pensa sobre privatizações, Serra reagiu irritadíssimo e, usando tom de voz mais alto, qualificou a pergunta como “trololó de campanha”.

O pré-candidato tucano também reagiu agressivamente quando uma entrevistadora quis saber sua opinião sobre o mensalão do DEM, comandado no Distrito Federal por José Roberto Arruda, um dos nomes que Serra cogitava para ser seu companheiro de chapa. Hostil, ele confrontou a repórter:

“O responsável pelo mensalão do DEM foi posto para fora do partido, os do mensalão do PT estão lá até agora. Diga, agora, você, quem agiu melhor? Responda. Se você não responder à minha pergunta, está agindo partidariamente!”, afirmou quase gritando

fonte: http://www.brasiliaconfidencial.inf.br/?p=15135

alex disse...

O AMOR É LINDO

IMPAGÁVEL!!!
O candidato à Presidência José Serra no quadro “O povo quer saber”, do programa CQC:

http://www.tubechop.com/watch/65732

Para quem viu o vídeo e não entendeu a piada, segue um trecho da revista Piauí, em 2008:

"Ele é ótimo! Me buscou em casa às 10h30 de uma sexta-feira, para um passeio pela Brasilândia que foi até a meia-noite..."

http://www.tubechop.com/watch/65732

Para quem viu o vídeo e não entendeu a piada, segue um trecho da revista Piauí, em 2008:

SERRA E SONINHA se conheceram no Carnaval de 2005, primeiro ano do mandato de ambos, quando se encontraram no camarote da Prefeitura. “O Serra era um cara por quem eu tinha rejeição absoluta”, disse. “Achava ele ardiloso, truculento, arrogante. Mas depois que o conheci, o cara que eu detestava virou o cara que admiro e gosto muito.” No final do desfile, ela disse ao prefeito que gostaria de conversar, com calma, num café da manhã. “Como ele achou ótimo, fui ficando mais folgada, mais atrevida”, contou. Falou a ele que tinha o sonho antigo de, numa noite de sexta-feira, levar o prefeito de carro à Brasilândia, a periferia pobre na zona norte que ela freqüenta e onde tem amigos. Serra aceitou o convite e a vereadora frisou: “Não é um passeio com imprensa, comitiva, assessoria. É para andar e ver as coisas sem filtro.”

Dias depois, o prefeito lhe telefonou. Explicou que sofria de insônia e tinha dificuldade em levantar cedo, e sugeriu trocarem o café da manhã por um jantar. Jantaram num restaurante em Pinheiros, durante o qual ela defendeu uma mudança no sistema de pagamento de dívidas da Prefeitura com grupos de teatro. “No dia seguinte me ligou o secretário de Finanças da Prefeitura”, ela contou, “e disse que eu tinha toda razão.” O secretário baixou uma portaria modificando a mecânica do pagamento aos grupos teatrais.

Uma semana depois, Serra buscou-a em casa, às dez e meia da noite de uma sexta-feira, para um passeio pela Brasilândia que foi até a meia-noite. “Eu mostrei para ele todo o vai-e-vem das ruas no meio da favela, porque aquilo fervilha de gente saindo dos bequinhos”, contou a candidata. “Eu queria que ele visse aquela vida. A gente andou, andou, andou, andou, andou e andou. Para ele era cedo, mas para mim era tarde. Voltei para casa e fui dormir.”

Palmeirenses roxos, Soninha e Serra já foram juntos a vários jogos, com familiares e assessores de ambos. Algumas vezes, a confraria palmeirense, como ela chama, emenda para um jantar. Depois que ele virou governador, os encontros escassearam. “Às vezes, ele liga para contar que me viu em algum lugar e que eu estava muito bem, ou que me viu e eu estava muito mal, ou que alguém comentou que me viu e ele ficou super feliz e ligou para contar.”

Soninha definiu José Serra: “Ele gosta de mim, gosta das minhas filhas, somos amigos. O Serra é um cara sensato, imbuído de um ‘puta’ espírito de justiça e correção. Se ele descobrir que tem alguma coisa errada, e estiver ao alcance dele mudar, ele fará isso. Ele é muito expedito, é muito pá-pá. Ele tem essa impaciência positiva, uma rispidez da Mooca que às vezes é muito desagradável, até para os amigos.

fonte do post acima: http://blogdoimbroglione.wordpress.com/

alex disse...

Jurandir .. veja isso. Tem imagens se precisar... Absurdo!

PSDB É FEITO COM TIMBRE DA CÂMARA


MARCELA ROCHA – TERRA - 07 de maio de 2010 • 15h18

A imagem ao lado é um fac-símile do ofício um tanto quanto inusitado recebido pelo líder do governo na Câmara dos Deputados, Cândido Vaccarezza, nesta segunda-feira (3). Vindo do gabinete do também líder Paulo Bornhausen (DEM), o documento orienta parlamentares da oposição sobre como fazer a campanha do pré-candidato tucano, José Serra. Temas a serem abordados e como serem abordados permeiam as quatro páginas com o timbre da Casa.
As orientações são feitas pela coordenação de comunicação da campanha de Serra e repassadas a parlamentares do DEM, PPS e PSDB. Segundo Bornhausen, esta é "uma maneira efetiva" de participarem da "dura campanha que se prenuncia". O primeiro tema a ser abordado no documento é a Lei de Responsabilidade Fiscal. Segundo as orientações, os parlamentares devem traduzir o tema, "que é complexo", para a população e caracterizá-lo como "herança maligna de Lula".
O tema seguinte diz respeito à "Continuidade X Avanço". Tacitamente, a coordenação coloca que a palavra a ser usada pelos "aliados de Serra" deve ser "Avanço" e não "Continuidade", porque a primeira "expressa salto de qualidade, que ultrapassa a ideia de mera continuação".
Se forem questionados sobre por que mudar se o governo está bom, os parlamentares têm linhas gerais de respostas: "continuidade é ao que o governo Lula continuou: aos fundamentos econômicos decorrentes do Plano Real, da Lei de Responsabilidade Fiscal, das metas de inflação...". Ou então: "continuidade ao que ele (Lula) continuou na política social (Bolsa Família). O grande mérito do governo Lula foi ter percebido a importância do que vinha sendo feito".
Quando o assunto é "privatizações", a orientação é enfrentar "o mito das privatizações, cujos frutos o governo Lula hoje colhe e proclama (...)".
Segundo matéria publicada pelo jornal Folha de S. Paulo, também saíram dos gabinetes dos deputados Antônio Carlos Magalhães Neto (DEM)-BA) e João Pizzolatti (PP-SC) emails ofensivos à pré-candidata petista, Dilma Rousseff. O líder do PT encaminhou ao presidente da Câmara Michel Temer (PMDB) uma notificação para que fosse apurado o uso indevido da estrutura da Casa com fins de campanha eleitoral.
Bornhausen já restituiu aos cofres do Tesouro os valores gastos na impressão do material. Vaccarezza disse, em seu Twitter, que aguarda retratações do líder do DEM.
http://noticias.terra.com.br/eleicoes/2010/noticias/0,,OI4419358-EI15315,00-Documento+de+campanha+do+PSDB+e+feito+com+timbre+da+Camara.html


Comentário do Brizola Neto, do Blog Tijolaço. Só 1 trecho:

E aí entra a segunda questão:
quem está espalhando sistematicamente esta sordidez de apontar Dilma como assassina e assaltante? Posso dar uma dica: quem começou foi a própria Folha, ao abrir suas páginas para reproduzir uma montagem apócrifa tirada da internet, com uma ficha falsa do Dops, ilustrando uma entrevista com uma pessoa que nega ter dito o que o jornal coloca em sua boca.

ACHEI FRACA, embora bem intencionada, a reação do líder do PT, Cândido Vacarezza, de pedir uma sindicância à Mesa da Câmara para apurar o episódio. O comando do PT não pode ficar indo, como dizia Machado de Assis, “de borzeguins ao leito”.

É direto no TSE.

alex disse...

DOCUMENTO DE CAMPANHA DO PSDB É FEITO COM TIMBRE DA CÂMARA

ALEX disse...

O POLÍSTICO MAIS INFLUENTE DO MUNDO

En este reportaje de Joaquín Armada y Adrián Ruiz, emitido en La Sexta Noticias el 2 de mayo de 2010, se respasan algunos de los momentos más importantes de la presidencia del líder brasileño y también el fracaso de la película de su vida: “Lula, o filho do Brasil”



http://www.youtube.com/watch?v=mqTq062Q55A&feature=player_embedded